1 de novembro de 2014

Confesso: quero esquecer o seu sorriso

SummerDreamz | via Tumblr

Acordei na manhã de um sábado não muito disposta. Minha semana tinha sido péssima e eu só levava "bomba" na faculdade. O pior de tudo é que eu não estava com nenhuma vontade de mudar essa realidade. Desde que você bateu na minha porta de novo, meu mundo virou de cabeça para baixo. As palavras que você me disse não param de vir a minha mente, o que não colabora em nada com a minha vida.

Tentei sair com as meninas, fingir que nada tinha acontecido; que a sua volta da França não me afetou e que, depois de dois anos sem nenhum contato, ele, de repente, aparece na minha porta dizendo que nunca me esqueceu e pedindo uma segunda chance. Fiquei aturdida, confusa e perdida. Nem sei se é possível sentir tudo isso ao mesmo tempo, mas, acredite, eu fiquei exatamente assim. A saída com as meninas foi um desastre, e, por mais que elas tentassem me colocar um ânimo, eu mesmo deixava bem claro que nada iria adiantar. Eu sou bem complicada, né!

Tudo isso passou pela minha cabeça ainda deitada no travesseiro e, mesmo com a chuva lá fora, tentando levantar para estudar para a semana de provas que estava vindo. Depois de mais ou menos trinta minutos, resolvi tomar uma chuveirada e correr para a minha cafeteria favorita, aquela que costumávamos ir todo sábado a tarde, lembra? Depois de colocar um casaco bem quente, uma calça jeans e uma blusa de manga comprida, calcei meus tênis e desci correndo com aquela vontade de tomar um café com chatilly.

Acontece que, quando o sino da porta da cafeteria tocou e eu entrei, deparei-me com ele logo de primeira, olhando-me com aqueles olhos azuis e aquele sorriso que tanto apareceu no meu sonho. Fiquei mexida, não vou mentir, mas tentei não dar bandeira demais. Corri para o balcão e pedi o que eu queria. Percebi seu olhar em cima de mim, e, mesmo com o livro embaixo do meu braço, com a intenção de passar um tempo lendo na cafeteria, peguei meu pedido e fui para casa.

Dois é tempo demais. Tempo para eu perceber o quanto eu tinha dado mais valor a você do que a mim mesma. Tempo para criar amor próprio. Tempo para perceber que, definitivamente, não somos um casal que eu sonhei para a minha vida futura. Então, quer saber? Vou viver minha vida, meus planos e, quem sabe, viajar e conhecer pessoas novas. Quero me desvincular o mais breve dele. Quero esquecer o sorriso, o toque e o beijo. Quero um homem para a minha vida, e não um moleque.

Tudo isso passou pela minha cabeça a caminho de casa, e prometi a mim mesma que este dia estava apenas começando e que seria o início de uma nova jornada. Sem ele, claro.

Larissa Carneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...