28 de agosto de 2015

A minha última tarde com você


O sol já estava se pondo quando "retornei" para onde eu estava. Era um sábado à tarde, e estávamos na fila do algodão doce, após uma "quase" aventura na montanha russa, já, durante as curvas, eu só conseguia me concentrar nas nossas risadas e na mão dele segurando a minha. Foi quando eu estava perdida nos meus pensamentos, olhando para o horizonte que ele me puxou pela cintura e perguntou no meu ouvido se eu estava bem. Sentindo o perfume dele, e a mão dele no meu corpo, eu soube que, se eu não estava bem, em breve ficaria. 

Depois de um tempo abraçados, chegou a nossa vez de comprar o algodão doce, e depois disso, fomos sentar num banquinho mais afastado de tudo e de todos. Conversamos, demos risadas, nos beijamos, nos olhamos, até que chegou a hora de ir embora. É impressionante como o tempo passa mais rápido quando se está com A pessoa certa!

Quando chegamos à porta da minha casa, me dei conta de que na manhã seguinte ele já estaria em outro país, vivendo outras experiências, conhecendo outras pessoas, outras garotas...A parte da despedidas não é a mais difícil. Difícil é acordar na manhã seguinte e perceber que ele não estará mais aqui. 

Depois de uma longa pausa em frente à minha casa, ele percebeu o que se passava pela minha cabeça, e me puxou para junto dele, fazendo com que toda a nossa história se repassasse pela minha mente. Foi o abraço mais sincero e mais reconfortante que eu já recebi. Foi a despedida menos dolorosa, sem palavras, sem promessas...

O ruim de tudo isso é o arrependimento do dia seguinte, ao perceber tudo o que poderia ter dito e sido exposto. 

De qualquer forma, ele sabe que eu o estarei esperando, não importa o tempo que leve. E eu também sei que ele esperará!

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...